You are browsing the website for customers from Portugal. Based on location data, the suggested version of the page for you is
USA / US
Change country
x

NOVIDADES

2019-05-16

O que define a escolha adequada de cabos de ligação Ethernet

O termo Patchcord é uma palavra derivada da língua inglesa. Utiliza-se para denominar cabos de ligação, isto é, cabos que contenham um conector RJ45 em ambas as extremidades, utilizados para a transmissão de sinais na indústria das TIC. Escolher o cabo adequado garante um funcionamento fiável do sistema, sem interferências ou problemas na transmissão de dados.

Lembre-se! Os cabos com um conector RJ45 têm várias denominações

Enquanto observação inicial, vale a pena referir que o tipo de cabos de que estamos a falar vendem-se sobres várias denominações diferentes, o que pode ser um problema para quem os procura. Por vezes são conhecidos enquanto cabos de ligação, cabos de fios entrançados (para computador), cabos de ligação de Internet ou cabos de Ethernet. A definição Fios entrançados é uma designação que faz referência ao método de colocação dos fios dentro do cabo, entrançados em par, eliminando interferências eletromagnéticas durante o funcionamento. Nas extremidades dos cabos de ligação existem conectores RJ45 (Registered Jack), que serão convertidos num conector de rede standard e um conector de instalação telefónica. O número 45 indica os pinos utilizados no conector, porém não significa que sejam os únicos pinos funcionais durante a ligação. O conector RJ45 conta igualmente com um gatilho que evita que os cabos se desconectem dos dispositivos aos quais estão ligados. Os cabos Ethernet são utilizados em telecomunicações e em redes TI, pelo que são presença essencial em locais e empresas que diariamente façam uso da Internet.

Tipos de patchords de Ethernet

Ao procurar pelo cabo certo, podemos encontrar uma infinidade de marcas e categorias, o que pode dificultar a tarefa para quem que não estão inteiramente familiarizado com o tema. A escolha do isolamento adequado para as condições de trabalho, considerando não só com a proteção do cabo per se, como também a proteção do meio ambiente de acordo com os requisitos dos cabos na indústria da construção (CPR), é apenas um dos problemas. Outro é a seleção de uma blindagem que proteja o sinal de interferências externas. Devemos começar a escolha de um cabo Ethernet a partir da explicação das abreviaturas utilizadas para descrever e distinguir os cabos:

O que define a escolha adequada de cabos de ligação Ethernet

  • U/UTP - cabo sem blindagem (sem proteção do cabo e sem par)
  • U/FTP - cabo blindado (sem blindagem de cabo, par com película blindada)
  • F/UTP - cabo blindado (cabo blindado com papel de alumínio, sem blindagem de par)
  • F/FTP - cabo blindado (cabo blindado com lâmina, par blindado com lâmina)
  • S/FTP - cabo blindado (cabo blindado com entrançado adicional, par blindado com papel de alumínio)
  • SF/FTP - cabo blindado (cabo blindado com lâmina com entrançado adicional, par blindado com lâmina)
  • SF/UTP - cabo blindado (cabo blindado com papel de alumínio com entrançado adicional, par sem blindagem)

Os tipos de blindagem mencionados anteriormente incluem: lâmina de Al-PET, entrançado fabricado com cabos de cobre estanhado, e entrançado de fios de alumínio.

Categorias de cabos cruzados

Ao construir uma rede de Internet, deve ser ponderada a velocidade a que esta deve funcionar. O parâmetro fundamental é a categoria de cabos de cobre incluídos no standard de cablagem de telecomunicação TIA / EIA-568-B. As normas standards atuais, classificam os cabos em oito categorias, tendo em consideração a banda de frequência e a velocidade de transferência dos dados permitida. Durante a utilização do cabo Ethernet, vale a pena recordar que a categoria superior tem as propriedades das categorias prévias.

  • Cabos cruzados de primeira categoria (Cat.1) - são cabos não adequados à transmissão de dados, no entanto encontram-se com frequência em departamentos de telecomunicações.
  • Cabos cruzados de segunda categoria (CAT.2) - possuem uma frequência até 4 MHz e uma velocidade máxima de 1 Mbit/s. Estes cabos, dada a baixa velocidade de transferência, foram substituídos por fios de categorias superiores.
  • Cabos cruzados de terceira categoria (CAT.3) - têm uma largura de banda com frequência até 16 MHz e uma velocidade máxima até 4 Mbit/s.
  • Cabos cruzados de quarta categoria (CAT.4) - têm uma largura de banda com frequência até 20 MHz e uma velocidade máxima até 16 Mbit/s.
  • Cabos cruzados de quinta categoria (CAT. 5) - têm uma largura de banda com frequência até 100 MHz, e uma velocidade máxima até 1 Gbit/s. Devido aos parâmetros de transferência de dados, este é o par entrançado mais frequentemente utilizado em projetos de redes informáticas.
  • Cabos cruzados melhorados de quinta categoria (CAT. 5e) - uma versão melhorada do cabo de quinta categoria na banda de frequência até 100 MHz e uma velocidade máxima até 1 Gbit/s.
  • Cabos cruzados de sexta categoria (CAT. 6) - com uma largura de banda com frequência até 20 MHz e uma velocidade máxima até 10 Gbit/s.
  • Cabos cruzados melhorados de sexta categoria (CAT. 6e) - com uma largura de banda com frequência até 500 MHz e uma velocidade máxima até 16 Gbit/s.
  • Cabos cruzados de sétima categoria (CAT. 7) - com uma largura de banda com frequência até 600 MHz e uma velocidade máxima até 10 Gbit/s.
  • Cabos cruzados melhorados de sétima categoria (CAT. 7A) - com uma largura de banda com frequência até 1000 MHz e uma velocidade máxima superior a 10 Gbit/s.
  • Cabos cruzados de oitava categoria (CAT. 8) - com uma largura de banda com frequência até 2000 MHz e uma velocidade máxima superior a 16 Mbit/s.

Consoante o tipo de cabo cruzado e a sua finalidade, estes podem ser cobertos com um isolamento externo adaptado. Os materiais utilizados para este propósito são o polietileno (PE), o poliuretano (PUR), o policloreto de vinila (PVC) e o LSZH (Halógeno Low Smoke Zero Halogen), cada vez mais comum. É um material que não pode ser inalado durante a combustão.

Cabos de ligação disponíveis na TME

A oferta da TME oferece variados produtos de empresas como Logilink, Goobay e Harting, que fornecem cabos de grande diversidade e de alta qualidade. Uma novidade entre os cabos deste género são os patchcords Digitus com versões blindadas e não blindadas, em várias cores e categorias, e com velocidades superiores a 1 Gbit/s. Um condutor de cabo, consoante o modelo, é feito de cobre puro ou alumínio revestido com cobre. Por sua vez, o isolamento é feito essencialmente de material não tóxico durante a combustão (LSZH). A variedade da oferta da TME permite uma escolha adequada de acordo com as características técnicas exigidas, permitindo também ter em consideração aspetos como a cor ou o comprimento do cabo.

linecard

Selecione fabricante ou categoria

Quick Buy

?
Símbolo do produto quan. encomendada
Pré-visualizar

Outras opções Quick Buy

epayment_home

Este sítio Web utiliza cookies. Clique aqui, para saber mas sobre as cookies e as suas definições.

Não mostrar novamente